2 de janeiro de 2013

Vazio II


A guerra e a matança
são necessárias
para que a vitória
seja glorificada
vitória vazia...glória vazia...
A própria morte
desencadeia mais morte.
E os pobres tolos ambiciosos
caminham cegamente para o túmulo,
alimentando-se da própria fome;
curando-se da própria doença.
Dores caem no campo de batalha
e nos restos de vida que restam,
só resta um grande vazio.
Seus corações palpitam incrédulos,
e visam que o mesmo motivo
que os fazem viver
um dia vão os matar.
Suas respirações inebriam silenciosos
em busca do ar da paz.
A própria paz é vazia.
O manto da morte encobre
os corpos cadavéricos deixados,
e leva para si as cores
das suas antigas condições.
E os dementes afoitos
lutando com seu próprio punho
tendo em mente a liberdade
...vazia.
Há coisas que valem a penas viver
outras valem a pena morrer,
o que na verdade vale a pena?
Os restos da guerra
permanecem no escuro.
Os frustrados rastejam
insensatos com a derrota
e não admitem que
não há vencedores;
não há perdedores;
só há o vazio da morte
o vazio; nada mais.

Exorcist-a

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Thash box