28 de março de 2013

Ensaio


A vida tem sido como um palco.

A platéia, de olhos curiosos,
esperando um stand up,
o elenco esperando um romance clássico
enquanto o personagem principal
tem uma profunda impressão
de estar presenciando uma tragédia grega.
Qualquer mínimo tropeço
a plateia inevitavelmente rirá,
o protagonista vai chorar
e o elenco incentivar cada vez mais,
afinal o show deve sempre continuar.
E no final do espetáculo,
as cortinas se fecharão,
e mais uma vez sem aplausos.
O show foi ruim e novamente
não agradou a ninguém,
as lágrimas veladas as feridas abertas
ficarão em memória vã,
a certeza de uma despedida sem saudades
ainda ecoará no teatro vazio.
Assim, uma peça sem ensaios
recheada de sentimentos remanescentes
e vidas sem brio de existir, nasce e morre.
E o autor derradeiro martiriza-se
pela performance trágica,
por sentimentos incompreendidos,
pela vida.

Exorcista

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Thash box