23 de dezembro de 2013

Sei que há poesias mais bonitas que as minhas
amores mais trágicos que os meus
Mas esse maldito vício - de escrever -
estão a me encher a mente de vento
e minha vida de vacâncias intermináveis
um abismo, profundo, sem fundo
É meu vício mais doentio
Mas é também a parte mais bonita de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Thash box