8 de fevereiro de 2014

Que vida cinza, cinéreo
Cinzeiros eternos
Não fumo, não costumo
Só bafejo a fumaça de mim cinza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Thash box